Sexta Feira, 31 de Outubro de 2014  
Indique Cadastre-se Contato Anuncie
     Home
     Planejando
     Gestação
     Parto
     Mamãe
     Papai
     Babá
     Classificados
     Decoração
     Brincadeiras
     Nomes
     Cartão Virtual
     Data Prov. do Parto
     Papel de Parede
     Músicas
     Quem somos
     Imagens/Artigos
     Sorteios
O parto
     Aspectos Legais
     Orientação
     Parto
Parto
Sinais de Parto - Saiba como identificar este momento
(Dr. Paulo Eduardo de Almeida Moura - Ginecologista e Obstetra)

Sinais de Parto

Nas últimas semanas da gravidez a gestante fica ansiosa, procurando saber reconhecer os sinais de parto, isto é, como identificar que se encontra em trabalho de parto.

Cerca de 80% das primigestas, ou seja, das que estão grávidas pela primeira vez, apresentam a chamada "queda do ventre” por volta de 15 a 20 dias antes do parto. Tal fenômeno se deve à fixação da cabeça do feto na bacia materna. A paciente sente a barriga mais baixa e passa a respirar mais livremente.

Mais próximo do parto pode haver a eliminação do “sinal de parto” ou tampão mucoso cervical. É a saída pela vagina da secreção mucosa que funciona como uma rolha no colo do útero (rolha de Schröeder), acompanhada ou não de pequena quantidade de sangue. O sinal não indica por si só que a paciente se encontra em trabalho de parto, mas apenas que ele está próximo, fato em geral já sabido. A eliminação do muco cervical pode ser espontânea ou desencadeada por exames vaginais (toques), o que é absolutamente normal.

Sintoma importante é a perda de líquido pelos genitais. Caso ocorra, a paciente deve, sem afobação, dirigir-se à maternidade. A perda de líquido pode significar rotura das membranas amnióticas (“bolsa das águas”), que isola o feto dos micróbios vaginais e do meio exterior. Se decorrer muito tempo após a rotura das membranas sem assistência médica, pode haver contaminação pelos micróbios e conseqüente infecção do feto. A rotura das membranas pode ou não coincidir com o trabalho de parto.

O que mais caracteriza o trabalho de parto é a freqüência e persistência das contrações uterinas. As contrações estão presentes normalmente durante a gravidez e costumam ser tanto mais freqüentes quanto mais próximo do seu final. A gestante pode identificar as contrações, palpando seu útero, o qual fica mais endurecido quando elas ocorrem.Concomitantemente, pode sentir dores, localizadas no próprio abdome, nas “cadeiras” (região lombar) ou não senti-las. O trabalho de parto é identificado quando as contrações se tornam mais intensas, mais freqüentes e persistentes. A duração de cada contração é de 40 a 60 segundos, após o que o útero vai ficando gradativamente mais re laxado, até que comece nova contração. A freqüência, por essa ocasião, é de 3 a 5 contrações durante 10 minutos. Para que não haja precipitação é interessante aguardar por volta de 60 a 90 minutos e verificar se essa freqüência persiste e, com isso, evitar “alarmes falsos”. Em caso de dúvida, sempre é interessante procurar o médico ou hospital.

Dr. Paulo Eduardo de Almeida Moura

Ginecologista e Obstetra

KUKA Baby
© Copyright 2006 - ABC do Bebe Todos Direitos Reservados - Desenvolvimento e design Personality - http://www.personality.com.br